20 de jul de 2013

Old But Gold: Quando você acha que conhece a pessoa que dorme ao seu lado...




Atração à primeira vista. O primeiro beijo. Paixão. Luxuria. Amor.
O casamento, a indiferença, a pressão, a traição, o rancor e vingança.
São esses ingredientes que Gillian Flyn, nos apresenta no thriller de
suspense: Garota exemplar, lançado em março aqui no Brasil pela Editora
Intrínseca
.

Com mais de 4 milhões de livros vendidos no mundo todo, o livro promete
desbancar Cinquenta Tons de Cinza em vendas e sucesso de crítica.
O livro narra a estória do casal, Nick e Amy Dunne.

Amy desaparece misteriosamente no dia do aniversário de 5 anos de
casamento. Nick encontra a casa revirada, sinais de luta e chama a policia.
Porém o marido apresenta um comportamento atípico: Está calmo demais.
As investigações começam e este estranho comportamento do personagem
leva a policia a acreditar que ele seja o principal responsável pelo sumiço de
Amy.

A estória mescla seus capítulos, entre o ponto de vista de Nick Dunne no
presente, contando os acontecimentos após o desaparecimento da esposa e
as declarações de Amy em seu diário com datas desde o primeiro encontro dos
dois.

Flyn costura muito bem a trama através de uma Amy sarcástica, afiada e um
Nick machista, evasivo e indiferente. Durante toda a leitura você se vê
descendo e subindo como em uma montanha russa. O que é verdade? O que
é mentira? Qual dos dois está mentindo?
Fãs de thrillers psicológicos vão ficar maravilhados e decepcionados pelo livro
ter que chegar a um fim.

Com humor perspicaz, Garota Exemplar, nos faz refletir sobre a dinâmica dos
relacionamentos modernos. Expondo todas as consequências psicológicas que
um relacionamento deteriorado pode ter. Seu objetivo não é surpreender o
leitor, mas, fazê-lo refletir e digerir as personagens, as fraquezas humanas e os
limites que cruzamos quando o amor se torna rancor.

Solteiros irão pensar duas vezes antes de dizer o sim.

Casados ficarão paranoicos...

Gostou?
Menor Preço: Livraria Saraiva
.

11 de jan de 2013

As vantagens de ser invisível







Eu me sinto infinito...


O que te faz sentir infinito?

Estar com as pessoas que você ama? Ler um bom livro? Fazer o que você gosta? Poder ser você mesmo em qualquer lugar? Descobrir seu lugar no mundo?
Essas e mais um milhão de perguntas, ficam na sua mente depois de ler “As vantagens de ser invisível”, do autor Stephen Chbosky.

O livro narra o período de um ano na vida de Charlie: um adolescente de 15 anos solitário, que está prestes a começar o ensino médio.
Mas tudo muda, após conhecer os veteranos Patrick e Sam.
Para aplacar o nervosismo de seus primeiros dias em uma nova escola, Charlie decide escrever cartas a um destinatário anônimo, contando o que acontece em seu dia a dia.
Engraçadas, emocionantes e até perturbadoras, as cartas fazem com que o leitor se sinta parte da narrativa. Acompanhando os fatos e o desenrolar das situações não somente como um expectador.
Fatos típicos do cotidiano escolar, muitas vezes ameaçador, as descobertas dos primeiros encontros amorosos, as festas alucinantes, mas, também o abuso, o preconceito com o homossexualismo, drogas e violência domestica. São tratados de forma ao mesmo tempo leve e forte.
Ambientado no começo da década de 1990, o livro trás em si um ar de nostalgia de uma época em que as pessoas trocam fitas cassete com suas músicas favoritas e reclamam de não ter nada pra ver na TV.

Um personagem dividido entre a apatia e o entusiasmo.
Charlie é a representação dos sentimentos de deslocamento, solidão, insegurança que todos sentimos ou vamos sentir ao longo da vida.

Suas aventuras com os amigos Patrick e Sam mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. 
Os elementos típicos de um colégio americano - os jogadores de futebol americano, os professores, os bailes na escola - aparecem em “As Vantagens de Ser Invisível”. Entretanto, a apresentação de todos esses personagens fica por conta do olhar muito particular de Charlie.


Obs 1: Não se prendam ao rótulo de literatura infanto-juvenil.
Obs 2: A adaptação do livros para o cinemas lançada em 2012 é uma graça e fiel ao livro!

8 de jan de 2013

Feliz 2013!!

Feliz ano novo!! (Votos atrasados como tudo neste blog  - Sinceridade sempre).

Depois de um período meio complicado e de transição estou retomando as minhas atividades aqui no blog. Sei que 3 meses para um blog significa cair no esquecimento. 
Quem me conhece sabe que eu amo escrever e amo ainda mais falar sobre livros. Sou brasileira e não desisto NUNCA!!!
Porém 2012 não foi um ano pra deixar saudade na minha vida com relação a muitos aspectos. E como sou movida muito mais pela emoção do que pela razão, 2012 teve uns acontecimentos ai que me desmotivaram pra caramba...
Vamos ver daqui pra frente né? Se é como dizem: " ano novo, vida nova".

Com as festas de fim de ano veio a gastança e os presentes *_*
Minha estante agradece, a conta corrente nem tanto.
Esta é a foto atual da minha lista de livros desse começo de ano. Decidi parar com o esquema de ler mil livros ao mesmo tempo e seguir com um de cada vez na calma.





Desta foto já terminei "Cidade dos Anjos Caídos"  da  autora Cassandra Claire, 4° livro da série "Os instrumentos mortais" - vide postagens anteriores sobre a série: 



Fiquei devendo, meu parecer sobre o volume anterior "Cidade de Vidro", que eu humildemente achei que seria o último volume da série. Pois, a narrativa fica super definida. 
As batalhas descritas em "Cidade de Vidro" são beeeem  legais!! Clary consegue se encontrar no mundo dos Caçadores de Sombras. Valentin se dá mal e ela consegue finalmente ficar com o seu grande amor. 
Seria o desfecho perfeito, me deixou satisfeita, o final é bacana, a estória se desenvolve bem costuradinha... Aí a Cassandra  com certeza deve ter visto entrar uma grana preta, somada a compra dos direitos para o cinema pela Paramount Pictures (o primeiro filme tem estréia prevista para setembro de 2013: http://www.youtube.com/watch?v=PGaryl4mr0Y) e com isso deu "o turbo" e lançou em tempo recorde o quarto livro  -  "Cidade dos Anjos Caídos"
A estória é narrada em sua grande parte na visão do Simon e... Não me agradou muito.
Jace e Clary ficam apagados até os últimos capítulos. Os acontecimentos se desenvolvem de forma muito lenta e o que deveria ser o momento de clímax do livro é meio sem graça.
Ao meu ver parece que a autora está sendo pressionada a escrever em um período tão curto, devido as vendas e a compra dos direitos para o cinema. Exatamente como aconteceu  com a autora da série Harry Potter :  J.K Rowling.
A J.K tinha um ritmo para trabalhar a estória : ela lançava um livro a cada 2 anos ou mais (não me lembro ao certo) e com a pressão do lançamento dos filmes,  o 6° e o 7° volumes saíram arrastados e sem o desenvolvimento que ela gostaria. É só comparar com o espaço de tempo entre o lançamento dos primeiros 4 volumes e os 3 últimos. Muitas questões ficaram sem explicação ou sem o  final que o público esperava.
Continuo gostando muito da série da Cassandra e continuarei acompanhando. Creio que com a "retorno" do Jonathan/Sebastian as coisas voltem a esquentar (fãs me matando neste momento devido aos spoilers).

Falando ainda de Cassandra Claire...

Ganhei de presente o livro "Anjo Mecânico", primeiro volume da série :  "As peças infernais-  O Mundo antes de Os Instrumentos Mortais".
Estou lendo ele no momento e ao contrário da série de livros principal, "Anjo Mecânico" me lembra a Cassandra do começo da série. Excelente talento pra criar personagens cativantes e misteriosos. O contexto é quase o mesmo de "Os instrumentos Mortais",mas, os fãs atentos vão perceber que Jace e Will são muito diferentes. 
"Anjo Mecânico " se passa na cidade de Londres no ano de 1878, e traz muitas informações sobre personagens como o Magnus Bane e os ancestrais das famílias Herondale, os Lightwood, o inicio do Magistrado e etc. Quem acompanha a série tem quer ler, vale a pena.

Continuando:

- Depois de muito tempo sem entender as piadas dos geeks no facebook sobre toalhas, aproveitei a blackfriday e comprei os cinco volumes da série "O guia dos mochileiros da Galáxia". Estou bem ansiosa pra ler, porque o autor, Douglas Adans é bem conceituado e os livros são considerados clássicos. Assim que me atualizar volto a falar dele aqui no Ana entre Livros.

- Outro bônus legal do natal foi o livro a "Maldição do Tigre" (outra saga de capa linda e brilhante- eu e meu vicio), cheia de magia , amor impossível e sofrimento. Está lá me esperando todo lindo na minha estante e louco pra virar resenha do blog nas próximas postagens ;)

- Em dezembro passado eu fui trabalhar numa feira que é o paraíso dos viciados em livros : A Feira do Livro da USP. E lá eu comprei 3 livros: 

"O verdadeiro Che Guevara e os idiotas úteis que o idolatram", de autoria do jornalista Cubano radicado nos Estados unidos, Humberto Fontova (esse foi  uma dica de um cara muito legal do curso de geografia USP com quem troquei altas ideias durante a feira). O livro vem acompanhado de um documentário também sobre o Che. Um verdadeiro achado!! Coisa PHINA!!

"A Espetacular Vida da Morte", romance nacional do também Jornalista MJ Macedo, que eu já comecei a ler uns capítulos porque não aguentei e é bem engraçado, non sense total. Sobre esse livro já tem uma resenha no site em que eu sou colaboradora: 


"Para todos os amores errados", livro de crônicas da blogueira Clarissa Corrêa, que foi meio que um desperdício de dinheiro, uma vez que todos os textos dela estão disponíveis na internê. Mas, valeu pra conhecer o trabalho da moça.Os textos são bem escritos, sentimentais e tudo mais. Não vale uma resenha.

- "Morte Súbita", primeiro livro adulto da J.K Rowling. Ganhei no amigo secreto da empresa e acho que ele vai pular alguns dos livros da fila e passar na frente, na minha listinha. Tenho ouvido de tudo um pouco, críticas boas e ruins. Vou ler e tirar minhas próprias conclusões. Segundo algumas reportagens que li a BBC da Inglaterra já comprou os direitos e vai transformar o livro em série de tv. Agora nos resta saber se isso deve ao histórico da escritora e o peso do seu nome no meio literário ou se a obra tem qualidade mesmo.

Eu tenho mais algumas novidades da estante,mas como o texto  ficou enorme, ficarão para a próxima! Espero comentários e aos que ainda me seguem, meu muito obrigada pela paciência durante o ano de 2012!!

Beijos, a autora.

8 de out de 2012

[#Meme] 11 Perguntas:


Quem me indicou esse meme foi a Ana do blog  Quem Precisa Viver?

Segue as perguntas e minhas respostas:


1- Qual seu personagem favorito de todos os tempos?


Lestat de Lioncourt  do livro O vampiro Lestat e Entrevista com o Vampiro. Ele é sensual, lindo e com uma personalidade única.


2- Qual seu livro favorito?


É muito difícil escolher um só, mas, Blecaute do autor brasileiro Marcelo Rubens Paiva, abriu minha mente.


3- Qual o pior livro que você já leu na sua vida?


Cinquenta tons de Cinza mais escuros. Não estou conseguindo terminar. A série a Mediadora consegue ser melhor que esse livro.


4- Que música combina perfeitamente com um livro?


Todas do Pink Floyd me fazem viajar, e isso é bom quando se está lendo.


5- Se você pudesse se casar com um personagem, com quem seria? E por que?


Étienne St. Clair de Anna e o beijo frânces. Se ele existisse com certeza seria o cara perfeito.


6- Qual livro que te deixou mais triste?


A Cidade do Sol. É muito realista e muito humano, chorei bastante. O menino do pijama listrado também me fez chorar litros.


7- E mais feliz?


Como se livrar de um vampiro apaixonado. É muito fofo e dei muitas risadas com as cartas do Lucius.


8- Qual livro que você leu só pela capa?


Saga Acampamento Shadow Falls: Nascida à meia- noite.Comprei somente pela capa, e gostei muito.


9- Qual livro você já leu por boas recomendações de amigos?


Jogos Vorazes. Antes da febre da saga.


10- E por resenhas positivas?


Série Feios. 


11- Qual seu autor favorito?


Sidney Sheldon. O melhor ator de suspense ever!!


Regras: • Criar um post e responder às perguntas de quem te passou a tag;• Criar onze perguntas diferentes e repassar;• Escolher onze blogs e colocar o link no post;• Avisar os blogs selecionados

 Eu repasso esse meme para: 


Empadinha Frita


Momentos de Leitura


Enfim de Asas Abertas 


Escrevendo Loucamente


Sempre Romântica


*Nessa News*


Feliz Livros Para Sempre


Love in Red


Um Dia a Cada Livro


My Books(Meus Livros Para Sempre)


Universo Invisível

Perguntas que os blogs selecionados devem responder:


1. Qual o foi até agora o pior livro do ano para você? 


2. Quantos livros você tem na sua lista de desejados nesse momento? 


3. Qual o livro que você esta mais ansioso para ler no momento? 


4. Qual livro você nunca pretende ler na sua vida? 


5. Qual foi o livro que te deixou tão angustiado durante a leitura que você precisava parar de ler alguns instantes para recuperar o fôlego? 


6. Qual o seu clássico preferido? 


7. Cite um livro que nunca terminou de ler e o motivo. 


8. Qual foi o livro que você mais leu na sua vida? 


9. Qual a saga você não tem mais vontade de terminar de ler? 


10. Qual livro você achava que seria péssimo, mas acabou se tornando um dos seus preferidos? 


11. Qual livro você achava que entraria para a sua lista de favoritos, mas acabou entrando para a sua lista de odiados?


24 de set de 2012

Cinquenta tons de clichês:


Poxa!! Um mês, sem nenhuma nova postagem. 
Espero que todos estejam bem !! \O/

Minha lista de leituras estava super parada,  por esta razão, o ANA ENTRE LIVROS também ficou. Até que eu resolvi me render e baixei o e-book dos dois primeiros livros da trilogia Cinquenta Tons de cinza...







Fenômeno mundial e primeiro lugar nas listas de bestsellers mais recentes, Cinquenta Tons de Cinza, narra a estória de Anastasia Steele uma jovem estudante americana que conhece por acaso o poderoso empresário Christian Grey.
Um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. 
Ingênua e inocente, Anastasia se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Anastasia, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. 

O livro é atraente na proposta, mas na minha humilde opinião, é sem "sal" : um homem rico e poderoso até então irredutível se apaixona perdidamente por uma garota, aparentemente sem graça. Ambos vivem momentos tórridos de paixão (com muita luxuria), misturados com cenas românticas - que me fazem virar os olhos e ter overdoses de glicose.
Após me aprofundar na leitura alguns capítulos, pude concluir que o livro me parecia uma Saga Crepúsculo, porém com sexo  e portanto direcionada para mulheres acima dos 30.
Por coincidência, alguns dias depois de começar a leitura, tive a constatação de que minhas observações estavam corretas.
Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo , a autora da série E.L. James disse que em 2008 assistiu o primeiro filme da Saga Crepúsculo e após ler os livros ficou apaixonada.
Depois disso começou a escrever contos (os fanfictions) em sites da saga.
Para quem não conhece, vários fãs criam páginas de suas séries, livros e desenhos favoritos em que se abre espaço para que as pessoas publiquem contos sobre seus personagens favoritos em situações totalmente avessas as da publicação verdadeira. 
Esses contos deram origem a algumas histórias sobre sadomasoquismo até que E. L. James se dedicou totalmente e conseguiu publicar Cinquenta Tons de Cinza.

E.L. James: "Crepúsculo é uma história muito erótica, apesar de não ter sexo envolvido"

Resumindo: Copiou a ideia e só mudou o contexto. E o povão engoliu, como sempre...

Não vou negar que algumas cenas até que são bem excitantes. Mas para leitores conhecedores de vários autores que também exploram o erotismo, não passa de feijão com arroz. 
Autores como (O MESTRE) Sidney Sheldon que mistura boa trama, ação, romance com muitas cenas de sexo (daquelas de deixar qualquer um com essa cara =O) e Danielle Steel... Isso só citando os meus autores favoritos, que fizeram ( no caso de Sheldon) e fazem ( no caso da Steel) , o que E.L.James está fazendo há anos, e com muito mais qualidade.

Não vou também crucificar a mulher (mais do que já estou), já que essa é a primeira obra publicada dela, mas faço um apelo para que as pessoas, principalmente os que possuem o hábito da leitura ( e portanto se espera um senso crítico mais apurado), que não se deixem levar por modismos.

Cinquenta Tons de Cinza é só mais um.

Para quem ficou bravo comigo (sei que isso vai acontecer), segue o link da entrevista completa da autora. Tirem suas próprias conclusões:



Abraços e até a próxima!!

22 de ago de 2012

Resenha : Me Leva Mundão








Me leva mundão é o segundo livro do jornalista Maurício Kubrusly, lançado pela editora Globo em 2011 ( presente que ganhei da minha mamis linda no meu aniversário do ano passado).

Além de ser conhecido pelas matérias divertidíssimas do quadro "Me Leva Brasil" do programa Fantástico, Maurício cobriu eventos importantes para a emissora Globo, como  a Copa do Mundo de 1998Jogos Olímpicos, cerimônias do Oscar e festivais de rock.

Depois de muitas andanças pelo Brasil e o mundo a fora, Kubrusly resolveu dividir com o público, um pouco das experiências vividas em um conjunto de crônicas divertidas e temperadas pelo olhar bem brasileiro do experiente repórter.


"Os cenários não poderiam ser mais díspares. A Itália mereceu capítulos específicos para a Sicília e a Toscana; Portugal e França garantem o gostinho das peculiaridades de uma Europa em transformação. Já a Polônia e os Emirados Árabes garantem a exploração de destinos menos conhecidos entre os leitores brasileiros – ao contrário dos Estados Unidos, país bastante familiar por nós, mas apresentado no livro sob uma ótica especial.
Em todos os lugares, a equipe de Kubrusly confirma o afiado faro para descobrir curiosidades: como é uma loja de langeries numa cidade como Dubai? E uma academia de boxe feminino em Tóquio? E um lavatório de roupas coletivo na Índia? Um passeio por Trenchtown, favela mais famosa da Jamaica? E qual o significado de ser seguido dia e noite por estranhas e silenciosas figuras vestidas de roupas negras, que não se aproximam nem pronunciam uma palavra sequer? Quem lê os relatos de Kubrusly, descobre que em algumas partes de Portugal os chamados “homens de preto” são profissionais contratados para perseguir e constranger quem deve dinheiro a alguém, em pleno século 21."


Tenho saboreado esta obra em pequenas doses homeopáticas. 

Cada vez que leio o livro de Kubrusly, mais tenho certeza de que escolhi a profissão certa, pois as experiências por ele vividas, são o que eu mais gostaria de experimentar como repórter se um dia tiver tamanha sorte!

Sou completamente suspeita para comentar os trabalhos de Maurício. Sou fã assumida de sua simpatia e do  tom leve de suas matérias. E agora, sem dúvida, muito fã de suas crônicas!

Leitura mais que recomendada para quem gosta de informação com muito bom -humor.


Beijos e ótima leitura.


16 de ago de 2012

Resenha: Qual o seu número ?





Oi, oi, gente!!
Essa semana estou empolgada com as resenhas!!


" Qual o seu número?" da autora americana Karyn Bosnak , conta a história da atrapalhada Delilah Darling: uma mulher de 30 anos e que já se relacionou com 19 rapazes. 
Pela quantidade de caras que já passaram pela vida da moça, já se pode imaginar que azar seja seu nome do meio, no quesito relacionamentos.

Depois de ler o primeiro capítulo do livro você já constatou que Delilah é pirada.

E então a coisa fica mais critica , quando ela lê uma matéria em uma revista, explicando que a média de homens para uma mulher é de 10,5, ficando desesperada e assustada por estar muito acima dessa média( devia ser alguma dessas revistas Capricho pra marmanjas rsrsrs).
Além de tudo, o artigo terminava falando que se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível  ela encontrar a pessoa certa.

E assim Delilah tem a brilhante ideia : Se conseguir namorar novamente com algum de seus ex- namorados , não irá ultrapassar os 19 relacionamentos e não ficará tão fora da média. 

Com a ajuda de seu vizinho Colin (que atua como pseudo-detetive nas horas vagas), ela   consegue as informações necessárias para encontrar seus 'ex', mesmo que pra isso tenha que cruzar metade do país de carro (alugado, por sinal). 
Uma vez que foi despedida do trabalho e tempo é o que não falta pra Delilah, ela não vê motivos para não embarcar nessa maluquice.
Para ajudar, ainda tem os  preparativos do casamento da irmã e sua mãe exagerada que acha que tudo que a moça faz é um fracasso. 
Então,  tentar achar seu próprio final feliz, começa até a  parecer brilhante...

Cheio de situações absurdas e humor, os capítulos da obra, são divididos e marcados pela quantidade de dinheiro(contado e escasso!) que Delilah tem para usar na  sua viagem.
Outra sacada são as anotações da protagonista, como se a nossa leitura fosse uma espécie de diário pessoal. Além de propagandas, cartas, etc.

Percebemos que a personagem tem um péssimo gosto para homens, e em alguns momentos, queria sacudí-la pela quantidade de absurdos e besteiras que ela faz e se mete. Chega a ser surreal !!
E talvez seja essa a ideia que a autora quis passar mesmo...

O livro ganhou uma adaptação para as telonas, mas na minha humilde opinião, ficou um fiasco, e para tanto nem vou comentar mais do que isso.

Para quem curte histórias do gênero e quer apenas gastar umas horas sem compromisso com uma leitura leve, "Qual seu número? " é a pedida.


Beijos e ótima leitura!!!


14 de ago de 2012

Resenha : Azul é Para Pesadelos

Olá Pessoal!!
Não aguentei ficar longe do blog e principalmente dos meus queridos livros \O/
De qualquer forma, peço desculpas pela ausência - de novo =/

O post de hoje é dedicado à um livro que encontrei na sorte em uma promoção da Livraria. Quando comecei a leitura não tinha nenhuma pretensão, pois nunca tinha lido ou visto algo sobre a obra. E essa  é uma dica  minha muito importante para quem gosta de ler : os livros mais baratos e que não estão nas listas dos mais vendidos, sempre irão de te surpreender! Não tenha medo de comprar títulos dos quais você nunca ouviu falar! Eles sempre serão os  raros e mais queridos da sua estante...

Azul é para pesadelos, é a primeira obra da autora Laurie Faria Stolarz, lançado aqui no Brasil pela Editora Novo Século e que narra a vida da garota Stacey Ann Brown em seu primeiro ano no colégio interno.


Stacey é uma wicca que prevê o futuro por meio dos sonhos e estuda numa escola mista. Sua colega de quarto, Drea, é a sua melhor amiga, e claro: namora  o cara mais popular do colégio, por quem Stacey tem uma queda. 

Ela tem uma vida normal, até que começa a ter pesadelos NOVAMENTE  em que Drea morre e por conta deles ela acaba fazendo xixi nas calças.  Mas não é qualquer tipo de pesadelo - esses sonhos são reais demais para se ignorar, como ela fez há três anos. Da última vez que ela os ignorou, infelizmente uma garotinha morreu.

Para  buscar ajuda e proteção, Stacey recorre as velas azuis  e a antigas magias que sua avó lhe passou através de um livro.

Só que sua colega começa a receber ligações e bilhetes anônimos, e Stacey se apavora com a possibilidade de que seu sonho se torne realidade.  Mas tudo se complica quando o perseguidor descobre o pequeno problema de incontinência urinaria da nossa protagonista...


Como todos são suspeitos em potencial, Stacey precisa contar com a única arma secreta que ela pode confiar...
Será a magia de Stacey  forte o suficiente para revelar o verdadeiro assassino, ou será o assassino que fará seus mais obscuros pesadelos se tornarem realidade?






"Vovó costumava acender uma vela igual àquela, todas as noites antes de ir para a cama, mas só depois que eu fiz doze anos resolvi perguntar o porquê da vela ser azul. Lembro -me  dela olhando para mim, seus olhos pesados, devido ao tempo, aos anos.Ela apagou a vela com um sopro e franziu a testa. Mesmo assim, ela respondeu. Uma afirmação que até hoje me faz pensar:
- Porque o azul é para os pesadelos- ela diz. - Para fazê-los irem embora ou para trazê-los de volta, depende de como você a usa.
- Você tem pesadelos?"



Beijos e Boa leitura
;)


5 de jul de 2012

=(

Boa tarde pessoal!

Parece que eu só entro no blog pra deixar recadinho de justificativa né?
Na verdade eu meu sinto muito em falta quando fico assim sem postar algo por tanto tempo. Me sinto na obrigação de dar alguma satisfação para quem segue e deixa sempre comentários...
Estou muito triste. Minha avó Anna que me criou adoeceu e faleceu no dia 24 de junho. 
Minha vida virou de pernas para o ar e agora estou me reerguendo. Mas tá difícil...  Por enquanto ainda não estou conseguindo seguir com o blog. Também não estou seguindo com as minhas leituras.
O blog para mim é um hobby e um prazer, por isso sinto que não farei um trabalho de qualidade no clima que eu me encontro.
Rezem muito por mim e minha família e obrigada a todos por todo o carinho e compreensão.


Beijos

Ana Carolina

20 de mai de 2012

" Que a sorte sempre esteja a seu favor".





O post desta semana é dedicado ao novo fenômeno da literatura : A série Jogos Vorazes, da autora Suzanne Collins.

Com uma sequência de três volumes, a saga de Katniss Everdeen já conquistou milhares de fãs no mundo todo e este ano estreou nas telonas  com uma adaptação feita pelos estúdios da Paris Filmes (o mesmo da saga Crepúsculo ;] ).

Em Jogos Vorazes, após o fim da America do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por treze distritos, é comandada pela Capital com mão de ferro.

Os mais privilegiados vivem na capital  esbanjando futilidade e dinheiro, enquanto os demais distritos passam necessidades de itens básicos: como água e comida. 

Revoltados com a situação da população de  Panem, o decimo terceiro distrito se rebela contra a capital. 

Após uma guerra cruel este distrito é dizimado. Para provar ao povo dos demais distritos que nada e ninguém pode se opor a Capital, nascem os JOGOS VORAZES.

Ano após ano, um menino e uma menina com idades entre 11 e 18 anos  de cada um dos doze distritos que sobraram, é enviado a uma arena para lutar até a morte.

Todo o evento é televisionado e a população acompanha suas crianças nesta luta sangrenta através de um reality show...

Para evitar que sua irmã mais nova seja vítima do programa, Katniss Everdeen, uma garota de dezessete anos,  se oferece para participar em seu lugar. 

Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe o que é lutar para sobreviver em um ambiente hostil. 

Juntamente com ela, é escolhido o garoto Peeta Melark, com quem Katniss faz uma estranha aliança na arena e divide os conflitos e sofrimentos da arena.

Quem ganhar os Jogos Vorazes terá fama, fortuna e ajudará seu distrito com um suprimento vitalicio de comida para o resto da vida. Quem perder, morre.

Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?  

Com personagens apaixonantes, enredo cheio de ação e reviravoltas, Jogos Vorazes prende o leitor da primeira a última página.

Suzanne Collins de forma genial cria uma trama bem elaborada, onde o leitor vai transitar num mundo em que honra e caráter são colocados em prova. Além de questionar os jogos de interesse políticos da sociedade.

Até onde a ambição pelo poder leva  os seres humanos?? 
O que você seria capaz de fazer para salvar alguém que você ama?


Beijos e até a próxima!!